Santo André, São Paulo. Um homem de 66 anos morre após explosão causada por um impermeabilizante de tecido, durante o processo de impermeabilização. Clique aqui para ler a notícia.  Em 2016 28 pessoas morreram e 68 ficaram feridas em virtude de explosões ocasionadas por produtos tóxicos e inflamáveis. A pergunta é: quem será o próximo?

Mas por que, mesmo com tantas mortes, os profissionais continuam levando esse risco pra dentro da casa dos clientes?

A resposta é o preço. Hoje, existe a nanotecnologia que chega para redesenhar tudo o que sabemos dentro do mercado de impermeabilizantes. Ecotextil por exemplo é considerado o impermeabilizante de tecidos mais forte do mercado e não étóxico, não é inflamável e não tem cheiro. Além disso dura mais e resiste a mais tipos de influência que impermeabilizantes a base de solvente. Há também um aspecto curioso: 7 a cada 10 tecidos apresentam manchas irreversíveis após processo de impermeabilização com produtos a base de solventes pesados. Prejuízo para o cliente e para o aplicador. Os produtos a base de nanotecnologia não causam problema algum, inclusive são imperceptíveis mesmo em observação com microscópio de aproximação 1.000. No entanto, este tipo de produto é um pouco mais caro que os velhos impermeabilizantes inflamáveis. Sendo assim, os profissionais arriscam-se cada dia de trabalho, colocando vidas e vidas em jogo. Não somente a vida do profissional que aplica o produto, mas também a vida do cliente, da família do cliente, vizinhos.

O que já percebe-se hoje em dia são empresas realizando cada vez menos impermeabilização de estofados: o cliente está fazendo o serviço e escolhendo o seu produto. Ainda há um mercado forte de impermeabilizantes, as pessoas ainda dão preferência por comprar um sofá já impermeabilizado. Mas não contratam este serviço após perda do efeito da impermeabilização: os clientes compram o produto e aplicam em casa. O mercado precisa entender que se ele não mudar, acaba. Dificilmente haverá espaço para produtos que ofereçam risco ao ser humano. Já sabe: vai impermeabilizar um sofá e sentiu um cheiro muito forte? Fuja! Ou você vai virar notícia, como esta:

https://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/homem-morre-apos-explosao-durante-impermeabilizacao-de-sofa-em-sp.ghtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *